20.8.08

O Filme



Não preciso de câmeras. Tenho várias aqui, mas não preciso delas. Porque desde aquele dia meus olhos gravam sua imagem na película que fica lá no fundo da minha mente. E depois eles a projetam nas folhas em branco, nas paredes da sala, e até, titânica, nas fachadas dos edifícios ou no céu nublado. E é você falando, e gesticulando seus pequenos gestos, e sorrindo, e gargalhando, e vindo, e me abraçando, e pousando a cabeça no meu peito...

PAUSE
REWIND
STOP
PLAY

... e me abraçando, e pousando a cabeça no meu peito...

PAUSE
REWIND
STOP
PLAY

... e me abraçando, e pousando a cabeça no meu peito...

PAUSE
REWIND
...
.
.
.
.

_______

Esta é uma das melhores coisas que eu já li. Acho que porque sempre que eu me apaixono é assim, faço filmes, sempre em salas casuais e de exibição exclusiva.
aqui.

2 ficando fora de si:

Jana disse...

rsrsrsrs

bem legal mesmo!

paixão é?

Bruno disse...

Esse texto é foda... mto foda...