10.10.08

Remixando Arnaldo


O amor é lindo. O amor é livre.


Se tudo pode acontecer, se pode acontecer qualquer coisa, qualquer curva de qualquer destino que desfaça o curso de qualquer certeza. Pode alguém aparecer e acontecer de ser você.

De tanto olhar você, meu olho se enamorou. Só de imaginar, meu olho inventou o amor. Conhece o amor, já deve supor que apaixonou alguém.

É só você que vem no meu cantar, meu bem. É só pensar que vem lararará. Tô louca pra fazer um rock pra você, tô punk de gritar seu nome sem parar. Tô louca pra fazer um funk pra você. Um samba pra você, um rock’n roll to me. Pra todo mundo usar, pra todo mundo ouvir, pra quem quiser chorar, pra quem quiser sorrir. Tá consumado. E tá consumido.

Eu e você, você e eu por perto, pra todo dia dividir carinho. Nós dois sozinhos num lugar deserto. Eu sei que eu ia te fazer feliz dos pés até a ponta do nariz, da beira da orelha ao fim do mundo, sugando o sangue de cada segundo. Te dou um filho, te componho um hino. O que você quiser saber, eu ensino.Te dou amor enquanto eu te amar, prometo te deixar quando acabar.

Me cobre mil telefonemas, depois me cubra de paixão. Imaginei roupa de baixo, boca de baba. Imaginou roupa molhada, boca de água. Pisando no céu do chão, parada no seu portão, eu peço pra entrar, eu posso passar. Espero sua permissão. Imaginou? Imaginei roupa de baixo, boca de baba. Me pegue bem, misture alma e coração.

Se você não quiser, me viro como der. Mas, se quiser, me diga, por favor. Pois se você quiser, me viro como for para que seja bom como já é.

O amor é sujo. Tem cheiro de mijo.

Qualquer curva de qualquer destino que desfaça o curso de qualquer certeza.

Onde fostes depois de me abandonar? Por que veio se foi para ir? Por que você me deixou tão sozinha? Onde fostes depois de me apaixonar? Por que não demorou mais um pouco e deixou que eu achasse de novo o caminho?

Por que você me deixou tão sozinha? Me deixe, sim, mas só se for pra ir ali e pra voltar.

Me deixe só até a hora de voltar.

Me esqueça sim, que eu quero ver você tentar sem conseguir. Agora as noites são tão longas. No escuro eu penso em te encontrar. Um dia desses você vai ficar lembrando de nós dois e não vai acender a luz do quarto quando o sol se for. Bem abraçado no lençol da cama, vai chorar por nós, pensando no escuro ter ouvido o som da minha voz. Vai acariciar seu próprio corpo e, na imaginação, fazer de conta que a sua agora é a minha mão.

No cine-pensamento eu também tento reconstituir as coisas que um dia você disse pra me seduzir. Enquanto na janela espero a chuva que não quer cair, o vento traz o riso seu que sempre me fazia rir.

E o mundo vai dar voltas sobre voltas ao redor de si até toda memória dessa nossa história se extinguir, e você nunca vai saber de nada que eu senti sozinha no meu quarto de dormir.

Não devias partir. Por que não duraste a vida inteira? Pra onde eu vou agora, livre, mas sem você? Qualquer curva de qualquer destino que desfaça o curso de qualquer certeza.

Pra onde ir, o que fazer, como vou viver?

Às vezes tiro me destino da minha mão. Eu gosto de ficar só, mas gosto mais de você. Talvez te ame sem você.

Talvez baste o chão. Talvez mate o que fui e imite o que sou.

Talvez eu fique feliz, talvez perca a cabeça e fique feliz sem você.

Talvez eu tema o que vem. Ter saudade no final da tarde para quando escurecer, esquecer.

Caminhar. Se chover, tomar chuva. Respirar, sentir o sabor do que comer.

Mas se quiser, me diga, meu amor. Qualquer coisa, qualquer coisa que não fique ilesa. Qualquer coisa, qualquer coisa que não fixe.




____________________

Eu queria colocar ali do lado "o verso da semana" e me dei conta que levaria eras só com versos do Arnaldo Antunes. Comecei a juntar uns versos e gostei da história de fazer um texto só com a poesia do meu titã predileto.

Se quiser tirar a prova dos 9, as músicas são as seguintes: Se tudo pode acontecer, Qualquer, Imaginou, Grão de Amor, Velha Infância, Pedido de Casamento, Consumado, Onde estavas, lugar, Quarto de dormir, Sem você, Num dia.

UP DATE: Blipei todas!

(tente montar o quebra-cabeça!)

(só mudei o gênero de algumas palavras pra combinar!)

5 ficando fora de si:

Roger disse...

Moça, você escreve lindamente!

Caio disse...

ADOREI!! Você devia mandar pra ele, por e-mail. Ah, e posso deixar aqui uma sugestão? A idéia do "Verso da Semana" poderia se transformar num TÓPICO OFICIAL, semanal, chamado: "REMIXANDO - inserir nome aqui", onde você sempre escolheria um autor que gostasse e "montasse" um texto assim, com trechos de letras dele. O que não faltam são bons autores que você gosta: Caetano, Seu Jorge, Blitz, etc... BEIJOS!!

Carol disse...

É uma a ser pensada.

Mas dá um trabalho do cão!

Vamos ver!

EnGuia Cega disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EnGuia Cega disse...

Aì manda isso para o Arnaldo que está demais. É lindo, e tem cara de mijo.