14.10.08

Das verdades que não quis encarar.

Eu digo: Ah, sei lá. To com medo... vc disse que eu tô escrevendo muitas coisinhas de amor.
Eu digo: Queria até escrever sobre outros assuntos, mas não sei se sei.
Ela diz: pode escrever de amor tb
Ela diz: que mulher não quer falar de amor?
Ela diz: ainda bem q vc quer, sinal q vc não é toda
Ela diz: que seu pau não cresceu o suficiente pra vc não querer outro.
Eu digo: Gostei disso!
Ela diz: sabe aqueles mulheres solteira que tem um mega giga ultra pau?
Ela diz: então, não é o seu caso.
Ela diz: Não que você não tenha um pau, mas é bem pequenininho.
Eu digo: HHAHAHAHAHAHAAHAHAHAH
Eu digo: Uma pequena birrota, eu diria.
Ela diz: hauhuahuahuahuahuahua

Saí do msn e fui tomar banho. No final do ritual de eliminação da nhaca, me dou conta de que as minhas duas colônias do coração (rá) chamam-se Romantic Wish e Love Spell.

Sempre elas, as duas. Na minha pele, no meu respirar, no meu cheiro. Na minha escrita.

Isso mesmo, 20 leitores-que-estão-aqui-pela-primeira-vez-todo-dia-e-os-4-assíduos*: eu tenho uma pequena-birrota-no-dia-mais-frio-do-inverno-da-siberia.

(e sou mais - muuuuuuuito mais - bichinha que eu supunha)

* aliás, a propósito, sejam bem vindos! voltem sempre! E os 4 assíduos são íntimos e não precisam mais deste tipo de formalidade. :D

5 ficando fora de si:

Pedro disse...

hahaha... Ótimo isso!

Amanda disse...

ieeeeeeei!!!!
olha eu aqui!!!
adorei!!!

caicko disse...

ADOOORO ser assíduo!! Sem formalidades, a gente pode deitar no sofá, pôr os pés na mesinha de centro e ainda ver o que tem na geladeira. heheheh. Um beijo, menina do pau-birrota!! (risos)

Inagaki disse...

Bem, obrigado quanto à parte que me toca (sem duplo sentido, hein!). ;)

Mariano disse...

Tipo...
Sua mãe sabe q vc é um travesti?